22 de nov de 2016

APROXIMADAMENTE 6 MIL PESSOAS PARTICIPAM DO ENCERRAMENTO DO ANO SANTO DA MISERICÓRDIA EM JUAZEIRO



Fé, compromisso e louvor marcaram o encerramento do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, realizado pela Diocese de Juazeiro neste sábado (19) junto com a 10ª Caminhada da Paz.

A celebração teve início às 17h na Catedral-Santuário Nossa Senhora das Grotas e aproximadamente 6 mil fiéis passaram pela Porta-Santa percorrendo as ruas da cidade em direção à Praça da Misericórdia, onde uma missa foi presidida pelo Bispo Dom Beto.

Várias caravanas das paróquias da Diocese participaram do gesto inicial que acena para a urgência das pessoas serem uma "Igreja em saída", "que vai às ruas, às praças e às periferias para testemunhar a todos o rosto misericordioso do Pai que se des-vela em Jesus. A misericórdia como estilo evangelizador", frisa Dom Beto.

No final da celebração, houve a participação do compositor Roberto Malvezzi e do sanfoneiro Targino Gondim que entoaram canções divinas, entre elas o Hino da Padroeira de Juazeiro.

O Jubileu Extraordinário da Misericórdia ou “Ano Santo da Misericórdia”, para a Igreja significa o chamado dos fiéis neste tempo de grandes mudanças épocas, a oferecer mais vigorosamente os sinais da presença e proximidade de Deus e o amor ao próximo, sentindo compaixão do outro" e foi lançado oficialmente pela Diocese no dia 13 de dezembro de 2015, encerrando-se neste sábado (19).


Nesses 50 anos de evangelização, a Diocese de Juazeiro buscou ser um sinal de misericórdia, por meio de sua ação evangelizadora junto aos pobres, prostitutas, pescadores, trabalhadores do campo, jovens, entre outros. 

Ricardo Souza
PASCOM - CATEDRAL SANTUÁRIO
Paróquia N. Sra. das Grotas


EmoticonEmoticon